Atendimento
(34)3236-2560 LiveZilla Live Help

O SECONCI-TAP participou como apoiador da palestra Cidades Inteligentes e Sustentáveis - tema bastante pertinente e palestrante gabaritado na área da construção civil e organização urbana – Sr. Rafael Tello.  

Conforme processo eleitoral da Associação, a partir do dia 19 de julho de 2012, ficou empossada para cumprir mandato durante o Biênio 2012/2014 ,na sede do Serviço Social da Indústria da Construção Civil do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba – Seconci-Tap

O Seconci-TAP participa da 3ª edição do Integração Criança que levou diversão, cultura, serviços, esporte e muitas brincadeiras para a criançada

A Festa de Confraternização de Final de Ano do Seconci aconteceu na tarde de sábado do dia 17/11/12.
Como previsto, foi um momento agradável e de muita animação.

O Serviço Social da Indústria da Construção Civil do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba - Seconci-TAP em parceria com o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Triângulo Mineiro e Alto Paranaíba - Sinduscon-TAP - realizaram na quarta-feira do dia 21/11/2012, no Auditório da Faculdade UNIUBE – Campus Rondon em Uberlândia (MG), um evento com tema atual que despertou o interessante dos convidados: “A Nova N.R. 35 – Trabalho em Altura”. 

As expectativas para contratações pela indústria em 2013 tornaram-se menos favoráveis em comparação com as previsões feitas no bimestre outubro-novembro do ano passado para este ano.

No ano que vem, setor de construção civil não deve enfrentar mudanças bruscas. Empresas apostam em ciclo de equilíbrio entre oferta e demanda

 

A queda de 3,9% nos investimentos nacionais nos três primeiros trimestres do ano não foi capaz de interromper o crescimento da construção civil mineira, que deve fechar 2012 com avanço de 4% frente a 2011. “A expectativa no início do ano era de crescer acima dos 5%, mas o resultado foi revisado”, observa o economista do Sindicato da Indústria da Construção Civil de Minas Gerais (Sinduscon-MG) Daniel Furletti.

O pacote de estímulos do governo federal prevê benefícios de R$ 3,36 bilhões para o setor, de acordo com o Ministério da Fazenda